Regiões Turísticas

Floresta dos Guarás
 

 

 

          PÓLO FLORESTA DOS GUARÁS
          (Reentrâncias Maranhenses)
 
       No Santuário Ecológico onde a Amazônia encontra o mar, a maior floresta de          manguezais do mundo emoldura milhares de ilhas, estuários, rios, canais, baías, praias, vilas de pescadores e dunas
 
O Maranhão possui a maior porção de manguezais(em torno de 50%) do país, assim como a maior quantidade de baías, estuários, penínsulas, ilhas e arquipélagos costeiros, caracterizando a costa maranhense como um dos trechos litorâneos mais intocados, selvagens e preservados do país. O Pólo Ecoturístico da Floresta dos Guarás e o Pólo Amazônia Maranhense (ambos nas Reentrâncias Maranhenses) e o Pólo Amazônia Atlântica no Pará constituem a maior floresta contínua de manguezais do mundo (aprox. 7.600 km2), justamente na Costa Amazônica brasileira (ou Amazônia Costeira e Amazônia Atlântica)  que abrange os estados do Maranhão, Pará e Amapá. Na costa desses estados, os manguezais chegam a ter 40 quilômetros de largura e suas árvores alcançam mais de 40 metros de altura. A exuberante e verde Costa Amazônica maranhense, marcada por manguezais, estuários, ilhas, praias e baías, se estende da Baía de Tubarão até a divisa com o Pará, e compreende o Golfão Maranhense (onde está a Baía de Tubarão, Região do Munim, a Ilha de São Luís, Alcântara e a Baía de Cumã) e o litoral ocidental. No litoral ocidental, a oeste de São Luís e logo depois de Alcântara, os manguezais, canais e furos se multiplicam, com milhares de belas ilhas e praias acessíveis apenas por barco: são as intricadas Reentrâncias Maranhenses e o Pólo Ecoturístico Floresta dos Guarás, um litoral semi-selvagem e preservado, extremamente recortado por uma infinidade de ilhas, enseadas, baías, golfos, furos, penínsulas, rios e estuários que fazem parte da seleta lista das zonas úmidas de relevância planetária (RAMSAR) e da Rede Hemisférica de Reservas para Aves Limícolas. As Reentrâncias Maranhenses é um dos trechos costeiros mais exóticos, originais e irregulares do país e do mundo. O Pólo Ecoturístico Floresta dos Guarás compreende os municípios de Cedral, Guimarães, Mirinzal, Porto Rico do Maranhão, Serrano do Maranhão, Cururupu, Bacuri e Apicum Açu.
 

 

 Nesta paisagem verdejante, tropical e preservada (A.P.A das Reentrâncias Maranhenses e Resex Marinha de Cururupu), os altos e exuberantes manguezais que podem chegar até 40 metros de altura e 1 metro de diâmetro são onipresentes (Os frondosos manguezais amazônicos formam verdadeiras florestas contínuas. A sua estrutura, fisionomia e porte são únicos), e vitais para o equilíbrio ambiental de toda a zona costeira além de servirem de berçário, abrigo e hábitat para inúmeras espécies da fauna aquática e costeira; especialmente as aves - migratórias e residentes - dentre tantas se destaca o Guará (Eudocimus Ruber)- extinto na maior parte do país, símbolo do Pólo, típico das Reentrâncias Maranhenses e em todo o litoral amazônico - onde estão as suas maiores populações - mas também ocorre em menores densidades nos manguezais do litoral oriental do estado e em poucos pontos preservados do litoral paulista. O guará chama a atenção pela sua belíssima plumagem vermelha e pela suas magníficas revoadas. Dentre as migratórias destacam-se várias espécies de maçaricos que viajam da fria América do Norte no inverno para se acasalar e se reproduzir no calor dos trópicos. Entre os mamíferos se destacam os terrestres macacos-prego e guaxinins e os marinhos botos e peixes-boi. O Maranhão concentra a maior população do ameaçado peixe-boi marinho no Brasil. Entre os répteis destacam-se as jibóias e as tartarugas marinhas. A infinidade e diversidade de peixes, camarões, caranguejos, siris, ostras, sururus e outros é outra indicação do bom nivel de conservação desses manguezais.

 

 

Os guarás e as garças na floresta: Espetáculo Natural

 

Passeio de barco pelos intricados "furos" da imensa floresta de manguezais
 
O litoral de Cururupu, quase todo dentro da Reserva Extrativista Marinha de Cururupu,  possui um dos maiores conjuntos de arquipélagos costeiros em território municipal do Brasil e a maior costa de todos os municipios litorâneos do país: 430 km. O litoral cururupuense abriga inúmeras ilhas semi-selvagens que servem de moradia para famílias de pescadores que vivem em vilas com ruazinhas de areia e adornadas por coqueirais a perder de vista. Algumas das mais famosas são Guajerutiua, Caçacoeira, Mangunça, Perus, São Lucas e LENÇÓIS (obs: não confundir com o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses). A maior parte das ilhas também tem lindas e extensas praias, em sua maioria desertas, banhadas por um mar morno, calmo ou agitado.
 
O Arquipélago de Maiaú, o mais famoso da Reserva Extrativista de Cururupu, encerra uma das mais bonitas, cativantes e deslumbrantes paisagens do Maranhão, Brasil e do mundo. As ilhas mais oceânicas do Maranhão guardam florestas preservadas e exuberantes de manguezais que chegam a 35 metros de altura, lindas praias desertas, extensas restingas e a paradisíaca e mítica ILHA DOS LENÇÓIS, coberta em 70% de dunas e lagoas de águas cristalinas - estas temporárias - formadas na época das chuvas, além de praias desertas, restingas, manguezais e uma grande população de guarás vermelhos que fazem o espetáculo natural nas suas revoadas ao amanhecer ou nos finais de tarde. A ilha também ficou famosa pela grande incidência de albinos e pelos mitos e lendas locais do sebastianismo. A Ilha dos Lençóis é, sem dúvidas, uma das mais bonitas do Brasil e um dos paraísos do Maranhão! (obs: não confundir com o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, que está no litoral oriental do Maranhão).
 
MAPAS DA RESERVA EXTRATIVISTA MARINHA DE CURURUPU (ICMBio)
 
 
 
 
REENTRÂNCIAS MARANHENSES - AS MAIS BELAS ILHAS E PRAIAS DA AMAZÔNIA ATLÂNTICA ESTÃO AQUI!
Foto de Satelite da Nasa
 
 
*Para informações sobre os nossos roteiros a Ilha dos Lençóis, consulte-nos!
 

 VEJA ALGUMAS FOTOS DE UM DOS NOSSOS ROTEIROS PARA A ILHA DOS LENÇÓIS:

 

CHEGADA NA ILHA DOS LENÇÓIS

O PESCADOR E AS DUNAS: PAISAGEM TÍPICA DA ILHA

GUARÁS, MANGUEZAL E DUNAS: OUTRA PAISAGEM TÍPICA DA ILHA

A ILHA DOS LENÇÓIS É ENCANTAMENTO À PRIMEIRA VISTA

A ILHA DOS LENÇÓIS É ENCANTAMENTO À PRIMEIRA VISTA

A CAMINHADA PELAS DUNAS É UM DOS PASSEIOS IMPERDÍVEIS

OUTRO PASSEIO IMPERDÍVEL: SUBIR O FAROL DE SÃO JOÃO PARA APRECIAR A VISTA DA PRAIA DA ILHA DE BATE-VENTO

OUTRA VISTA DO FAROL DE SÃO JOÃO: A IMENSA FLORESTA DE MANGUEZAIS

GUARÁS NO MANGUEZAL: ESPETÁCULO NATURAL DA FLORESTA DOS GUARÁS 

BANHOS REVIGORANTES EM UMA DE TANTAS PRAIAS DESERTAS DA REGIÃO

CONTEMPLAR O POR DO SOL EM CIMA DAS DUNAS: ELIXIR PARA A ALMA

CONTEMPLAR O POR DO SOL EM CIMA DAS DUNAS: ELIXIR PARA A ALMA

 

As Ilhas de Caçacueira, Guajerutiua e Mangunça, também integrantes da Reserva Extrativista Marinha de Cururupu, ficam em outros arquipélagos e compartilham vilazinhas encantadoras de pescadores, com ruas de areia, coqueirais, manguezais e lindas extensas praias onde florescem milhares de pés de murici, caju e guajeru, nas restingas. A peculiaridade da Ilha de Mangunça, a maior de todas, radica na grande mata de restinga preservada que esconde em seu interior, hábitat de vários animais e grandes mamíferos, como veados, pássaros e muitas espécies de árvores típicas desse ecossistema. A ilha ainda tem lindas praias, extensos manguezais, um farol e uma vila de pescadores. (em estruturação)

Já Guimarães e Cedral são mais famosas pelas suas lindas praias acessíveis por terra como Outeiro, Barreirão, Aruoca, Recreio e outras. Guimarães, cidade histórica, se revela nos seus antigos sobrados, igrejas e poetas enquanto que Cedral se destaca pela VILA DE PERICÁUA, uma encantadora vila praiana de pescadores que conta com uma bela pousada que oferece além da hospedagem e refeições, passeios ecológicos náuticos através dos furos nos exuberantes manguezais e pelas lindas  praias desertas da região, como Suassoitá; e passeios pelos seus inúmeros balneários de água doce e igarapés escondidos em meio ao verde das matas amazônicas remanescentes (os gapós). 

VEJA ALGUMAS FOTOS DO NOSSO ROTEIRO PARA PERICÁUA, EM CEDRAL:

A VILA DE PERICÁUA: MAR, PESCADORES E COQUEIRAIS

POUSADA PRAIA BONITA: PORTO SEGURO COM VISTA PARA O MAR

POUSADA PRAIA BONITA: BEM-ESTAR E TRANQUILIDADE EM MEIO À NATUREZA

PASSEIO NÁUTICO PELA FLORESTA DE MANGUEZAIS: AQUI COMEÇAM AS REENTRÂNCIAS MARANHENSES

TRILHAS EM MEIO AO VERDE DAS MATAS DE RESTINGAS PRESERVADAS

A PRAIA DE SUASSOITÁ: EXTENSA, SELVAGEM, DESERTA E BELA

MORADIA CABOCLA DE DOIS ANDARES E PLACA SOLAR NO QUINTAL: NO MÍNIMO CURIOSO

OS FAMOSOS GAPÓS DE CEDRAL: FRAGMENTOS DA FLORESTA AMAZÔNICA SERVEM DE MOLDURA PARA IGARAPÉS DE AGUAS CRISTALINAS

NOS FINAIS DE TARDE, UM PRESENTE PARA OS SENTIDOS E PARA A ALMA: AS REVOADAS DOS GUARÁS - OS SIMBOLOS DA FLORESTA

No interior dos municípios, encontram-se cidades e povoados de nomes curiosos com cultura forte, quilombolas e remanescentes da floresta amazônica como as fazendas São Joaquim e a reserva de Vinagreira. A multicultural cidade histórica de Cururupu é a melhor base de apoio ao turista na região. A cultura do litoral ocidental é tipicamente maranhense, explícita na riqueza dos estaleiros de embarcações artesanais, carros de boi, tambores de crioula, mina, pajelanças e nos Bumba-Boi Sotaques de Zabumba (ou de Guimarães) e Costa de Mão (ou de Cururupu), sem esquecer do reggae maranhense, cultivado e muito difundido por essas bandas. O artesanato ainda é incipiente, mas com um grande potencial e a culinária é fortemente assentada nos frutos do mar e nos frutos da terra como peixes, camarão, sururu e juçara (açaí).

As comunidades quilombolas tem grande representatividade na Floresta dos Guarás como Damásio em Guimarães, Aliança em Cururupu e Frechal em Mirinzal. Esta última, a mais famosa, faz parte de uma Reserva Extrativista e possui um grande casarão e tradições herdadas dos negros africanos como a Dança do Congo e o tambor de crioula. A reserva ainda tem uma parcela significativa de mata amazônica em seu interior, com grandes árvores, fauna e flora preservadas. (mata do Jacundá).

O Parcel de Manuel Luís é outro grande atrativo: é o maior banco de corais da América do Sul e concentra um dos maiores cemitérios de navios do Brasil que, associados aos corais, suas aguas cristalinas servem de berçário e habitat natural para inúmeras espécies marinhas multicoloridas. É um dos únicos arrecifes de corais próximo à Costa Amazônica e à desembocadura do Rio Amazonas, o mais setentrional do Brasil e o único a reunir espécies brasileiras e caribenhas. O Parcel é protegido pelo Parque Estadual Marinho de mesmo nome, pertencente ao município de Cururupu, com uma área de 46 mil hectares. Assim como as Reentrâncias Maranhenses e a Baixada Maranhense, foi reconhecido como Zona Úmida de Importância Internacional (Sítios RAMSAR), sendo a única região de corais brasileiros a receber este título. (em fase de criação do Plano de Manejo, que vai permitir e controlar a atividade turística na área). Curiosidade: a porção de terra mais próxima ao Parcel é a Ilha dos Lençóis e a vizinha Ilha de Bate-Vento (50 milhas).

 

 

MAPA TURÍSTICO ILUSTRADO DAS REENTRÂNCIAS MARANHENSES E PARAENSES NA COSTA AMAZÔNICA BRASILEIRA - A MAIOR FLORESTA CONTÍNUA DE MANGUEZAIS DO PLANETA!

 

Os manguezais de macromaré da costa nordeste do Pará e noroeste do Maranhão, aqui denominada de Costa de Manguezais de Macromaré da Amazônia - CMMA (Fig 1), estende-se da Baía de Marajó (PA) até a Ponta de Tubarão, Baía de São José (MA), perfazendo cerca de 650 km de litoral em linha reta.
Esta área representa a maior faixa de manguezais contínuos do planeta e corresponde a 56,6% dos manguezais do Brasil. Medidas prioritárias de conservação dos manguezais da Amazônia devem ser tomadas e pesquisas que busquem a melhor compreensão deste complexo e importante ecossistema devem ser financiadas e desenvolvidas.

Informação extraida de: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-261X2005000400006

Mais informações sobre os Manguezais Amazônicos: http://cienciahoje.uol.com.br/revista-ch/revista-ch-2009/264/manguezais-as-florestas-da-amazonia-costeira/?searchterm=Manguezais:%20as%20florestas%20da%20Amaz%C3%B4nia%20costeira

 

 

O IMPERDIVEL NO PÓLO ECOTURÍSTICO FLORESTA DOS GUARÁS:

  • Pernoitar e conhecer as dunas, praias, lagoas, manguezais, restingas e a comunidade da Ilha dos Lençóis, assim  como  as outras ilhas e praias do Arquipélago de Maiaú
  • Ver as revoadas de guarás e outros pássaros ao amanhecer ou finais de tarde
  • Conhecer as demais Ilhas e praias da Reserva Extrativista Marinha de Cururupu como  Mangunça, Guajerutiua, Caçacueira, São Lucas, Porto Alegre, etc, atravessando a imensa floresta de manguezais
  • Visitar e se Hospedar em Pericáua - vila de pescadores em Cedral - e fazer os roteiros ecológicos que passa por manguezais, revoadas de guarás, praias desertas, trilhas ecológicas e balneários de agua doce (gapós).
  • Observar a fauna e flora marinha e terrestre nos manguezais e matas da região
  • Subir os Faróis de São João e Mangunça
  • Vivenciar a cultura popular de Cururupu, como as comunidades quilombolas, o  artesanato,  os terreiros, os folguedos da região e o reggae
  • Visitar os estaleiros típicos da região e apreciar as várias modalidades de    embarcações  artesanais
  • Conhecer o centro histórico de Cururupu
  • Fazer trilhas ecológicas em meio a remanescentes de floresta amazônica e caminhos      de  carros de boi.
  • Participar dos festejos da região e do carnaval de Cururupu
  • Conhecer o centro histórico e as praias de Guimarães
  • Conhecer a Reserva Extrativista Quilombo do Frechal, em Mirinzal.
  • Participar das Regatas de Outeiro, em Cedral e a Regata de Aquiles Lisboa, em Cururupu; ambas em Setembro.

 

 

 

© MARAMAZON - Todos os direitos reservados