Regiões Turísticas

Alcântara
 


A Paraty do Norte: verde, praias e história fazem de Alcântara a mais bela cidade colonial da Amazônia

Alcântara é um destino imperdível e ao mesmo tempo ainda desconhecido em sua plenitude pela maioria dos turistas que se limitam a fazer o bate-e-volta que permite conhecer apenas o Centro Histórico da cidade. Pernoitar em Alcântara significa não só descobrir o charme do Brasil colonial e imperial de dia e à noite na primeira cidade histórica amazônica reconhecida como Patrimônio Nacional pelo IPHAN, mas também desvendar as belezas naturais únicas desta região das margens ocidentais da Baía de São Marcos que marca, junto à Ilha de São Luís, o início da Amazônia Costeira ou Amazônia Atlântica. Belas praias desertas, florestas de manguezais, ilhas, trilhas, remanescentes florestais, fauna e ruínas de uma fazenda colonial compõem um cardápio irresistível de atrativos para o ecoturista que busca em um só destino cultura e natureza, história e praia; ainda não contaminado pelo turismo “pasteurizado” de massas.

Atravessando a grande Baía de São Marcos, depois de aproximadamente uma hora de barco chegamos à pitoresca cidade-monumento de Alcântara, já no continente, mas integrante do Golfão Maranhense e do Pólo Turístico São Luís. Fundada em 22 de dezembro de 1648, a vila prosperou e se tornou a sede da antiga aristocracia rural do Maranhão que comandava a larga produção de arroz e algodão que abastecia o mercado europeu. Alcântara é tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional (IPHAN) e revela nas suas antigas ruas calçadas de pedras, casarões, azulejos, igrejas, moradas, fontes e ruínas - testemunhos dos tempos de opulência e riqueza. Conhecer seus museus, casas temáticas e igrejas durante o dia e “viajar no tempo” quando a noite cai são alguns dos programas obrigatórios na cidade. À noite e fins de tarde, o charme colonial da cidade fica ainda mais inspirador.

O povo mestiço de Alcântara também preserva suas tradições tipicamente maranhenses vivenciadas em festejos sincréticos como o suntuoso Divino Espírito Santo (em maio) e em danças de origem africana como o Tambor de Crioula, reconhecido como Patrimônio Cultural do Brasil; e o reggae - que, como em São Luís, se firmou como um ritmo característico das festas alcantarenses. A gastronomia reflete a proximidade com o mar e a riqueza dos manguezais, com pratos singelos e saborosos, e o “Doce de Espécie” que só existe nesta cidade. Ao lado da natureza, da história, da gastronomia e das tradições, Alcântara também abriga o mais moderno Centro de Lançamentos de foguetes do Brasil.

Dormitório dos Guarás

Um programa típico do litoral amazônico maranhense é ver a revoada dos guarás (aves vermelhas pernaltas), nos finais das tardes, quando eles vêm de todas as direções para passar a noite em seus dormitórios nos manguezais. Admirar as revoadas e a cor intensamente vermelha dos guarás em contraste com o verde do exuberante manguezal é uma experiência inesquecível.

Caminhada Ecológica - Trilha das Nascentes

Este é outro programa imperdível em Alcântara, A Trilha das Nascentes na verdade é mais que uma trilha, é uma caminhada ecológica-cultural que inicia com as ruínas de uma antiga fazenda colonial no meio da mata, passando por capoeiras, manguezais, mata amazônica, nascentes, fontes, igarapé até terminar na extensa e bela praia de Itatinga. Este roteiro ecológico é a melhor maneira de entrar em contato direto com a flora e a fauna de Alcântara.
 

Passeio e guarás no manguezal

 

 

Ilha do Livramento

Ilhota situada bem em frente a cidade, conta com praias semi-desertas, trilhas, ruínas de uma capela e um restaurante rústico.

Comunidades Quilombolas (a ser lançado em breve!)

Ilha do Cajual - (em estruturação)

Famosa 2 vezes. Uma por causa dos grandes ninhais de guarás que escolheram esta grande ilha para viver e se reproduzir. A segunda porque lá foi encontrado um grande cemitério de fósseis de dinossauros, em sua maior parte ainda desconhecido. Ainda mais, a ilha guarda em seus 6 mil hectares paisagens que vão de extensos manguezais, belas praias desertas, matas, campos alagados e comunidades remanescentes de quilombolas que preservam sua cultura peculiar.

Centro Espacial de Alcântara - (fechado temporariamente à visitação)

 

MAPA TURÍSTICO ILUSTRADO DAS REENTRÂNCIAS MARANHENSES E PARAENSES NA COSTA AMAZÔNICA BRASILEIRA – A MAIOR FLORESTA CONTÍNUA DE MANGUEZAIS DO PLANETA!

 

 

O IMPERDÍVEL EM ALCÂNTARA:

  •  Fazer um city tour histórico-cultural na cidade de Alcântara
  •  Pernoitar em Alcântara
  •  Conhecer as praias e ilhas desertas de Alcântara
  •  Ver a revoada de Guarás no final da tarde, em Alcântara
  •  Fazer as trilhas ecológicas e históricas em Alcântara
  •  Ir a um bar/clube de reggae
  •  Ir a Festa do Divino, em Alcântara
  •  Conhecer as comunidades quilombolas


 

 

© MARAMAZON - Todos os direitos reservados